terça-feira, 5 de abril de 2011

A VIDA COMO UMA ONDA


Sou adepto do Surf, e embora possa parecer estranho um pastor curtir um esporte como esse, é um tempo que tenho de reflexão com Deus, em contato com a natureza. Hoje surfo de longboard – temporariamente, espero – é um estilo de surf mais para coroas, pranchas grande, grossas e que não necessitam de tanta agilidade mais de equilíbrio. Especialmente nesse dia (04/04/2011) em que acordei mais velho (38 anos), com menos cabelo, resolvi compartilhar esta crônica e falar do desafio de se equilibrar na onda da vida.

Viver é como escolher a onda certa, se consegue fazer a escolha correta você dropa toda a onda e chega ao fim realizado, mas para que consiga chegar ao fim é preciso se equilibrar muito bem e manobrar corretamente, vencendo os obstáculos que se colocam na parede da onda. É preciso vencer a sua força, é preciso vencer as leis da gravidade e fazer da física sua aliada.

Assim como na onda, devemos escolher nossos caminhos de forma correta, avaliar os caminhos que nos norteiam e procurar fazer tais escolhas mais precisas possíveis para que no movimento da vida não sejamos derrubados da parede da onda, pois aí encontramos o fim.

Como na onda a vida pode ser abreviada, um movimento brusco, a displicência quanto aos obstáculos podem custar a vida. Eu particularmente acredito que Deus, o criador do Universo, da natureza e do homem, deseja que todos morram, ou terminem a sua onda, por falência múltipla dos órgãos, doença mais comum da velhice.

Mas como na onda, a mesma pode ser abreviada por nossas escolhas. No mar da vida, o equilíbrio é fundamental e as ondas que escolhemos precisam ser as melhores, as que abrem para as laterais, ampliando a caminhada, que dá sustentação a aventura de viver e nos deixam completar os nossos dias, ou seja, chegar feliz e satisfeito ao fim da onda. Sair do mar da vida completamente satisfeito, com a sensação de missão cumprida, de sucesso, de não ser engolido pela onda, mas de ter alcançado o objetivo, se equilibrar até o fim.

Fico feliz, pois, ainda estou no movimento em direção a crista da onda, ou LIP, para os que não entendem a complexa linguagem do surf, tenho ainda vinte e dois anos até o topo da onda, para dar então um Cut Back, manobra que nos faz descer do topo para a base da onda. Seja como for se cumprir a minha missão sairei do mar satisfeito e por causa da grande e perfeita onda que escolhi ainda que se abrevie o tempo, sairei do mar feliz, pois a minha onda é linda e as minhas manobras são belas e me motivam a continuar a minha jornada aproveitando cada segundo, pois por maior que a onda possa ser uma hora ela termina, e o que fica é a sensação ter o prazer imensurável de percorrer toda ela.

Que Deus possa abençoar a sua vida, como tem feito com a minha.

Pr. Emerson Brasiliano Silva

Pastor Auxiliar da Segunda Igreja Batista em Cabo Frio - RJ

www.sibcabofrio.org.br

2 comentários:

Blog do Pr. Neemias Lima disse...

Querido Émerson,
sinceramente, me esqueci de seu aniversário. Mesmo estando ontem com você, não lhe parabenizei.
Que Deus te abençoe e saiba que sua vida é bênção para todos nós.
Abraços de seu liderado.
Pr. Neemias Lima

Sonia disse...

Parabens mais uma vez pelos seus 38
anos, meu querido filho. Nesta cronica vc mostra um equilibrio total em sua onda e prova a superação de todos os problemas que porventura tenham em algum momento de sua onda, a perturbado. Um beijão do pai que muito te ama!